quarta-feira, 16 de junho de 2010

meu momento Hebe

Meus amigos sabem que eu não sou nem um pouco Pollyana. Mas eu tenho que admitir que essa doença trouxe coisas boas pra mim:
- Passei a dar um valor muito mais amplo à vida
- Nunquinha imaginei que seria capaz de escrever coisas e muito menos que muitas pessoas se interessariam por elas.
- Vivia reclamando do meu cabelo e hoje acho que eu tenho o cabelo mais lindo do mundo, ah.. vai.. talvez Gisele me supere.
- Descobri que poucas pessoas tem amigos como os meus.
- Minha irmã, que nunca teve tempo pra fazer nada, arranjou 10 dias para ficar comigo no hospital e se fossem 20 ela arranjaria também.
- Poucas pessoas tem a chance de ter uma filha que aos 9 anos, da cabeça dela, mobiliza minhas amigas e minha empregada, faz uma festa surpresa com bolo, sanduiches,balões e convidados, tudo isso sem eu desconfiar de nada, com o dinheirinho da mesada, porque eu voltei do hospital.
- Descobri que a medrosa, a chorona, a apavorada pode ser muito corajosa.
Tô melhor que a Hebe.

13 comentários:

  1. São tantas as coisas que deixamos de apreciar pelo fato de estarem sempre presentes que, quando vejo o relato de alguém que se dá conta disso, eu faço o exercício de colocá-las em perspectiva, e valorizar tudo o que há de especial na minha vida e de que, muitas vezes, me esqueço. Muito obrigada por se abrir assim, pra quem você não conhece, e acabar nos ajudando a viver melhor a nossa vida.
    Beijos e muita força pra você!

    ResponderExcluir
  2. a gente só colhe o que planta...
    é clichê mas é verdade!
    Segunda lei de Newton "Para toda ação existe uma reação em sentido contrário e de igual força" mais ou menos isso.
    Sim, vc é Melhor que a HEBE!
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Por favor , não deixe de escrever!
    Com vc aprendemos , acredite!
    Obrigada...e força na peruca!

    ResponderExcluir
  4. Nunca entendemos direito o que Deus quer nos dizer, quando algo não sai como esperamos. Mais somos capazes de ter uma idéia.
    Hoje você recebe uma mensagem assim, simples: VOCÊ É AMADA MINHA FILHA!
    Papai do céu tá sempre ali, dizendo algo, com outras palavras!
    Beijos no coração.
    Madri

    ResponderExcluir
  5. Quando a Ingrid Guimarães postou no Twitter o endereço do seu blog e disse que recomendava eu vim aqui pq conheço o seu trabalho e sei o quanto vc é talentosa.
    Chegando aqui encontrei outra realidade, e a cada post fui conhecendo um pouco mais sobre você. Ao longo desse quase 1 mês de vida do Força na Peruca, venho recebendo doses homeopáticas de garra, determinação, alegria e de lição de vida!
    A Manu ja me fez chorar pela atitude madura, pelo amor que ela tem a vc e pelo jeitinho doce que vc descreveu em um dos posts q já li ( na verdade li todos e comentei na maioria deles).
    Que vontade de dar um abraço em vcs duas!!! Realmente vc teve a melhor recepção da sua vida, nada supera o carinho e gestos de amor de um filho não é verdade?
    Obrigada por compartilhar conosco um pouco dos seus sentimentos, da sua vida, das suas alegrias, medos e da sua força.
    Hoje posso te dizer com CERTEZA ABSOLUTA que sou Fã da Mulher Márcia, mãe, amiga e Blogueira e obrigada mais uma vez por me fazer refletir, pelos valores que mtas vezes ficam esquecidos, mas que são os reais valores e a eles que devemos focar mesmo. Parabéns pela linda filha que vc tem e por favor não nos abandone viu?
    Que o Senhor te Abençoe e te Guarde! Beijos com amor, Drika :)

    ResponderExcluir
  6. Nossa, que coisa linda que a sua filha fez! Eu teria me derramado em lágrimas!
    Hoje vi que a Drika Moraes está em SP para o transplante de medula. Vamos todos torcer pra ela, e pra você. Já torceram tanto por mim que estou em remissão completa! Não vejo a hora de vocês chegarem nesse ponto!

    Abs, Juliana

    ResponderExcluir
  7. Nesse processo os filhos são o mais importante quimioterápico...Força... muita força!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Rsss. Vc tá escrevendo e me divertindo, não para!

    ResponderExcluir
  9. Simone:
    Tentarei,viu? nunca fiz isso!
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Juliana,
    Que bom! Remissão é a minha palavra!
    Bjs

    ResponderExcluir