segunda-feira, 13 de setembro de 2010

A remissão e o fantasminha

Quando se tem um câncer tratável, só existe um desejo: a remissão. Para quem não sabe, remissão é assim: os exames apontam que você está boa, nem um sinal da doença, mas não dá pra sair correndo dizendo que se está curada.Primeiro, tem que continuar o tratamento, segundo, tem que fazer um acompanhamento por 5 anos e terceiro não pode nem tirar o catéter tão cedo porque... bem ...todo mundo sabe, não quero nem escrever. Nas semanas antecedentes do meu exame, comecei a ter certeza que minha remissão estava próxima. Isso é muito bom, mas junto com isso vem um fantasma: o resultado dos próximos exames. Fiquei apavorada , como conviver com esse fantasma? Será que eu terei paz?

Maria Clara Machado é uma referência muito importante para quem faz teatro, especialmente aqui no Rio onde está "O Tablado", escola que frequentei quando Clara ainda era viva. Andava por lá, mas nunca tive coragem de falar com ela, tamanha minha admiração. Uma das mais belas peças de teatro para crianças é sem dúvida "Pluft, o fantasminha", a história do fantasminha que tem medo de gente. Só um gênio para ter essa sensibilidade.

Então eu resolvi que minha vida vai se assim: já que eu tenho que conviver com um fastasma, eu quero que ele seja o Pluft. Quero porque quero. Eu tô muito parecida com ele : "Que medo, que coragem! Nem sei!"

42 comentários:

  1. Querida, você provavelmente conhece a estória da Chapeuzinho Amarelo do Chico Buarque mas não pude evitar postar trechinhos pra você que agora é a chapeuzinho vermelho!!

    “Mas o engraçado é que,
    assim que encontrou o LOBO,
    a Chapeuzinho Amarelo
    foi perdendo aquele medo:
    Depois acabou o medo e ela ficou só com o lobo.

    O lobo ficou chateado de ver aquela menina
    olhando pra cara dele,
    só que sem o medo dele.
    Ficou mesmo envergonhado, triste, murcho e branco-azedo,
    porque um lobo, tirado o medo, é um arremedo de lobo.
    É feito um lobo sem pelo.
    Um lobo pelado.
    E ele berrou: EU SOU UM LOBO!!!!!!!!!!

    Aí, Chapeuzinho encheu e disse:
    "Pára assim! Agora! Já! Do jeito que você tá!"
    E o lobo parado assim, do jeito que o lobo estava, já não era mais um LO-BO.
    Era um BO-LO.

    Um bolo de lobo fofo, tremendo que nem pudim, com medo de Chapeuzim.
    Com medo de ser comido, com vela e tudo, inteirim.

    O lobo ficou chateado.
    Chapeuzinho não comeu aquele bolo de lobo,
    porque sempre preferiu de chocolate.
    Aliás, ela agora come de tudo, menos sola de sapato.
    Não tem mais medo de chuva, nem foge de carrapato.
    Cai, levanta, se machuca, vai à praia, entra no mato,
    Trepa em árvore, rouba fruta, depois joga amarelinha,
    com o primo da vizinha, com a filha do jornaleiro,
    com a sobrinha da madrinha
    e o neto do sapateiro.

    Mesmo quando está sozinha, inventa uma brincadeira.
    E transforma em companheiro cada medo que ela tinha:
    O raio virou orrái;
    barata é tabará;
    a bruxa virou xabru;
    e o diabo é bodiá.”
    Força no chapéu!!
    Alessandra menezes

    ResponderExcluir
  2. Pô quero dar uma bronca em ti. Afinal ficou quase um mês sem nos dar as gotinhas de esperança e bom humor...não faça mais isoo viu? kkkkkkkkkkkkkk Outra coisa, desde q descobri o Linfoma, todos os exames eu abri antes de mostrar à médica, semana passada fiz uma tomografia, aquele ali não tive coragem de abrir não! Falei isso a ela e ela me disse: - Esse vc deveria ter aberto pois deu tudo bom. Graças a Deus! O tratamento mudou, agora é uma injeção à cada 2 meses durante 2 anos para "manutenção". E vamu q vamu......boa sorte a nós todos!

    ResponderExcluir
  3. Perfeitamente compreensível!!
    *))

    ResponderExcluir
  4. torço para que tudo dê certo pra você o mais rapido possivel... e dará um dia isso tudo terá sido apenas um longo aprendizado e crescimento pessoal que eu tenho certeza q vc vai saber aproveitar muito bem.

    força, estamos com você. beijos

    ResponderExcluir
  5. OIi sentir medo é super comum, o uqe a gente não pode nunca é se deixar paralisar por conta dele!! tenha fé que tudo dará certo e, quando tiver um tempinho, venha conhecer meu bloguito, você será muito bem vinda lá no meu cantinho viu?
    beijão
    www.sermulhereomaximo.com.br

    ResponderExcluir
  6. o meu é o gasparzinho. e, já que ele é camarada, vai me manter bem longe dessa merda toda.

    ResponderExcluir
  7. Quem não tem medo? Eu tb estou na reta final da radio, mas penso e depois? Tomar tamoxifeno por 5 anos e estar sempre alerta. Sabe de uma coisa? Acho que tb vou arrumar um fantasminha para mim tb. Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. MÁRCIA RESILIÊNTE
    Resiliência. O termo vem da física e significa a capacidade humana de superar tudo, tirando proveito dos sofrimentos, inerentes às dificuldades. O resiliente é aquele que recupera-se e molda-se a cada "deformação" (obstáculo) situacional.
    O equilíbrio humano é semelhante à estrutura de um prédio, se a pressão for superior à resistência, aparecerão rachaduras.
    Durante o ciclo de vida normal, é necessário ao indivíduo desenvolver a resiliência para conseguir ultrapassar as passagens com "ganhos", nas diferentes fases da vida.
    O indivíduo que possui resiliência desenvolve a capacidade de recuperar-se e moldar-se novamente a cada obstáculo, a cada desafio. Se transportarmos o raciocínio para o dia-a-dia, quanto mais resiliente for o indivíduo, haverá menos e perdas e mais desenvolvimento pessoal será alcançado.
    Um indivíduo submetido a situações de estresse e que sabe vencer sem lesões severas (rachaduras) é um resiliente. Já quem não possui resiliência é o chamado "homem de vidro", que se "quebra" ao ser submetido às pressões e situações estressantes.
    A resiliência consiste em equilíbrio entre a tensão e a habilidade de lutar, além do aprendizado obtido com obstáculos (sofrimentos). Traduzindo em outras palavras, é atingir outro nível de consciência.
    Dicas para aumentar a capacidade de resiliência:
    * Mentalizar seu projeto de vida, mesmo que não possa ser colocado em prática imediatamente. Sonhar com seu projeto é confortante e reduz a ansiedade.
    * Aprender e adotar métodos práticos de relaxamento e meditação.
    * Praticar esporte para aumentar o ânimo e a disposição. Os exercícios aumentam endorfinas e testosterona que, conseqüentemente, proporcionam sensação de bem-estar.
    * Procurar manter o lar em harmonia, pois este é o "ponto de apoio para recuperar-se".
    * Aproveitar parte do tempo para ampliar os conhecimentos, pois isso aumenta a autoconfiança.
    * Transformar-se em um otimista incurável, visualizando sempre um futuro bom.
    * Assumir riscos (ter coragem).
    * Tornar-se um "sobrevivente" repleto de recursos.
    * Apurar o senso de humor (desarmar os pessimistas).
    * Separar bem quem você é e o que faz.
    * Usar a criatividade para quebrar a rotina.
    * Permitir-se sentir dor, recuar e, às vezes, enfraquecer, para em seguida retornar ao estado original.

    Querida Márcia!você já é uma RESILIÊNTE que mostra sua capacidade em retornar ao seu estado original, após sofrer essa grande pressão, terá a capacidade de encarar as adversidades como oportunidade de mostrar e aprimorar sua competência, seu entusiasmo. As pessoas como você encontram também soluções criativas e determinadas para se levantar.
    Texto adaptado
    "Você tem a força"(HE-MAN... Tá bom!(SHE-RA) e nem precisa dos poderes de Grayskull).
    Força na espada!Digo-na peruca!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Márcia
    Eu não sabia que vc tinha blog .. hoje quando estava procurando notícias sobre você, que vi e li muitas postagens (desde as mais antigas). Por tudo o que li, admiro muito você. Eu já admirava, agora mais ainda.. Sempre fui sua fã, meeeeeeeesmo ...
    agora estarei sempre por aqui e pode ter certeza que essa fã aqui estará sempre com vc . Um beijo

    ResponderExcluir
  10. Marcia acabei de tratar um ca de mama foi recidiva. Mais continuei trabalhando e lutando. Hoje meus cílios já cresceram,minhas sombrancelhas ( sorte sua que não cairam). Sei que sofremos mais passa.Olha é uma lição, a vida terá outro olhar. Coisas que consideravamos tão importantes perdem o sentido e vice-versa.
    Beijos.Se escrever pode me escrever roseconrado@gmail.com. Beijão

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Márcia, me registrei no Blog pra dizer que te admiro e estou torcendo por você. Acredito que a melhor forma de se livrar do fantasminha seja o tratamento e o bom humor. Saiba que estarei aqui acompanhado a sua melhora. O planeta precisa de pessoas lindas como você, senão fica difícil, né?

    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  14. Também sou bem como o Pluft em minha luta contra a hepatite C. Já falei sobre medo e coragem muitas vezes em meu blog, mas nunca tinha feito a relação com esse personagem que povou minha infância (acho que sou capaz de saber as falas decor).
    Torcendo por você!

    ResponderExcluir
  15. Olá li uma materia na revista ana maria ,amei ,pois estou com cancer de ovario descobri em agosto de 2010 e ainda não fiz a cirurgia estou em tratamento no ibcc na mooca ,estou bem estou muito inchada ,parece que estou gravida de uns 7 meses ,mas estou plenamente confiante em DEUS pois sei q ele esta no controle de tudo, a minha força vem do senhor ...vou continuar lendo seu blog mil bjus e força.

    ResponderExcluir
  16. Além do tratamento no cepon/fpolis fiz o tratamento complementar no capc. Me fez muito,muito, bem. Vale a pena se informar( http://www.nenossolar.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=114:centro-de-apoio-ao-paciente-com-cancer&catid=22:capc&Itemid=18).
    Lé eles nos tiram da tomada, conseguem fazer com que a gente busquem as forças necessarias para encontrar a cura.

    ResponderExcluir
  17. Márcia,eu chamo estes meus períodos de "LIMBO"...não estou mais no "INFERNO" das quimios,mas ainda não cheguei ao "CÉU" que seria minha cura...Um dia de cada vez !Bjs,
    Graça Saraiva

    ResponderExcluir
  18. Olá Marcia, nao nos conhecemos mas estamos com o mesmo desafio, é assim que chamo este cancer de desafio.é difícil sim todas as mudanças mas tenho certeza de uma coisas nós somos pessoas especiais nesse mundo sabia?porque nós temos a fortaleza de superar essa doença não é para qq um enfrentar a careca aliás eu comprei a benedita que me acompanha as vezes, mas somos especiais demais, e não somos fracas não querida. bjus, visite meu blog www.desafiandoocancer.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Márcia, é muito bom ler seu blog. Continue escrevendo, isso faz um bem enorme pra gente. Um grande beijo

    ResponderExcluir
  20. Marcia,senti falta de ler seu blog,finalmente vc voltou.Estou fazendo químio por causa de um ca de mama,meu oncologista tbm é o "tudo de bom e paciente" Dr.Eduardo.Meu tratamento é feito na Barra.Gostaria de ter algum contato com vc,meu nome é Diana e sou mãe do
    Rômulo Medeiros que fez "Os 7 Pecados" com vc.
    Mandei um recado para Clèlia, mas,sei que ela deve estar mto ocupada por causa do festival de filmes.Márcia se vc tiver tempo e quiser se comunicar,o que para mim seria mto bom, pois,estou no meio do tratamento ainda e um pouco perdida; aí vai meu E-Mail:dianafernandes9@Gmail.com.

    ResponderExcluir
  21. ...traigo
    sangre
    de
    la
    tarde
    herida
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    TE SIGO TU BLOG




    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...


    AFECTUOSAMENTE
    FORCA NA PERUCA




    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER Y CHOCOLATE.

    José
    Ramón...

    ResponderExcluir
  22. como eu nao achei seu blog antes...
    qdo li tive a sensacao de que era eu que estava escrevendo... to impressionada!

    larissa

    ResponderExcluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  24. Oi Márcia, qt tempo!!! Vim aqui dizer que ontem (sábado), fui à uma reunião da Igreja Adventista, com 12 mil pessoas no Maracananzinho e na hora da oração, para casos especiais, principalmente o que diz respeito a saúde, oramos por vc. Quero mto poder revê-la bem e sem fantasminha algum, bjos e mtos bjos pra vc e pra Manu, Drika ;)

    ResponderExcluir
  25. Olá Marcia
    Fiquei feliz em ter você de volta no blog,estava com saudades.Quando retornares ao teatro ,avise.Estou em remissão mas cheia de fantasmas.Bola pra frente,força na peruca....Bjs Mara

    ResponderExcluir
  26. Márcia!
    Luz, saúde, amor e alegria!!!! Hoje e sempre!!!
    Beijo em seu coração

    ResponderExcluir
  27. Escrevi um comentário mo gigante mas não foi rs, vamos de novo. Só hoje vi seu blog, adorei a possibilidade de saber noticias suas por você mesma, você sabe como as notícias de outros lugares podem ser distorcidas algumas vezes. Márcia, fiquei impressionada, não teria metade da coragem que você tem. Vou pedir a Pluft que segure sua mão, coisa que eu gostaria de fazer se pudesse. Se precisar de algo quando vier a São Paulo, terei muito prazer em ajudar, nem que seja para lhe indicar um lugar legal com música boa. Pra mim pelo menos música sempre alivia. Força, muita força, e parabéns pela pessoa que você é, realmente hoje te admiro mais do que ja admirava.

    Yasmim Kayat

    ResponderExcluir
  28. Cheguei agora, mas tô torcendo por você. E careca é lindo. Sou careca há um tempão... :-)
    Beijos e boa sorte.

    ResponderExcluir
  29. adendo ao comentário que fiz anteriormente, passei o dia pensando no seu blog, e agora resolvi ler inteiro. sabe o que mais admiro em sua coragem, além dela por si só? a coragem de dizer que tem medo, que chora, que se preocupa Eu tenho depressão, graças a deus nada seríssimo, mas tem horas que vem meio forte, e quando fico com medo, pensando em coisas ruins, fico me culpando por não ter pensamentos positivos, além de ter que aguentar meio mundo falando que depressão é frescura. Agora me sinto no direito de ficar preocupada sim, com medo sim, claro que nao quero sentir isso, mas se sentir, não vou me culpar, afinal, só quem está passando pelas coisas pode julgar. E acabei de aprender isso com você. Muito Obrigada. Você vai ficar boa, linda, alegre como sempre foi, e quando esse dia chegar vai olhar pro seu lenço e sentir força e alegria por tudo ter passado. Não contei da depressão pra fazer comparações, foi só pra mostrar como seu blog me fez bem. Morro de vontade de ver sua peça, qquer dia arranjo grana e vou ao Rio, ai ja vejo a sua e a da Marisa Orth, portanto, se alguém que você nunca viu na vida te der um abraço mega apertado, não se assuste, serei eu, e vai ser um abraço extremamente sincero. Enfim, chega de falar, vou acabar com o espaço pra comentários rs. Força, vou te ver saindo dessa, vou ver você usando lenços lindos, na cintura ou no pescoço, na cabeça será só se você quiser, só de adereço. Bjs

    ResponderExcluir
  30. marcia mas o que vc sentia antes de ser diagnosticada? quais são os exames a se fazer pra constatar a doença? Beijos e estou torcendo por vc ! Ana

    ResponderExcluir
  31. Marcia, excelente dias pra você!
    Assim como outras pessoas, achei seu blog ao procurar noticias suas. Fiquei feliz ao ler seu post atual (e já antiguinho neh..) Não sei, e é preciso ser honesta, o que você está passando, apenas imagino. Mas, assim que for possivel, de noticias mais novas..
    Com seus medos, anseios, o que voce estiver sentindo, ficará menor ao ser diluido entre os amigos que buscam noticias...
    Bjsss

    ResponderExcluir
  32. Marcia vc é uma guerreira!!!!Estamos do seu lado. Que Deus te abençoe e te ilumine, um grande beijo no seu coração!!!!

    ResponderExcluir
  33. Márcia, você é mesmo uma guerreira e é de encantar esse seu auto-astral. Você é singular e Deus está contigo nessa, Ele e todos os seus fãs que te querem muito bem. Afetos mil, HAHAHAH...
    Vc é especial para nós, que delícia poder te acompanhar no blog.
    Luz para os seus dias

    beijos beijos

    ResponderExcluir
  34. Marcia...
    Passando mais uma vez pôr em dia os teus textos...
    Dia desses te vi na Sete Pecados e fiquei bem contente!
    Coragem pro pluft que está dentro de vc...
    Aquele bjão...

    ResponderExcluir
  35. querida marcia,nao sabia que vc estava com cancer,acho vc uma excelente atriz e tenho certeza q rapidim esse tormento vai acabar..Temos que ser fortes né,guerreirooss..afinal só sabe o que um cancer que ja passou por ele..eu tenhu 22 anos e tenhu linfoma
    http://lariimendonca.blogspot.com
    esse e meu blog,dps da uma passada la
    força na peruca queridaa

    ResponderExcluir
  36. Marcia

    Tenho 15 anos e te adoro mt. Qnd passava Sai de Baixo eu era criança e agora tô revendo no Canal Viva e amo. Vc tava mt engraçada como a Neide. tô tão desatualizada q só soube q vc tava se tratando do cancer ontem. Então a desatualizada aki começou a ler seu blog e amou, sério foi o melhor blog q eu já li adorei suas histórias. Vc é mt guerreira e tenho mta, mta certeza de q vc vai sair dessa como mtas pessoas sairam vc ñ é a primeira nem a última pesssoa a ter cancer. Meu pai vai tirar os cistos dos rins dia 04/10 e tenho certeza de q ele vai ficar bom e para me livrar dessa preocupação (pq eu vou ficar sozinha em casa)eu vou ler seu blog dinovo e ver mta Neide Aparecida p/ rir muitoooooooo.
    AHHHHH... sou niteroiense como vc. Nasci e moro aqui nessa cidade linda.
    TE ADORO MUITO
    Beijos
    Karine

    ResponderExcluir
  37. Hoje,17 de outubro li a sua entrevista na ISTOÉ.Disse ao meu marido:-Pô é muita coincidência.Também estou com câncer de ovário,fiz a cirúrgia,retirei os pontos e vou começar a quimioterapia(não sei como vai ser),mas como vc todo mundo me falou a mesma coisa.Estou em alerta,um pouco confusa e preocupada com o meu Cauã que só tem 6 anos,mas essa semana estarei vendo como as coisa serão conduzidas e ai mando notícias!!OBRIGADA VOCÊ FEZ O MEU DOMINGO FELIZ!!

    ResponderExcluir
  38. OI marcia , li sua entrevista hoje na Isto é, me identifiquei com muito do que ta ali, pois tambem tive um cancer de utero em 2007, digo tive porque me considero curada , apesar de ainda viver sobre o auspicio do
    "fantasminha" como voce bem disse. queria apenas te dar um toque não sei se você conhece um tratamento homeopático chamado FAO - fator de organização - fiz junto com a quimioterapia e o resultado foi maravilhoso comigo, os medicamentos vinham, ai do Rio de janeiro,; vale apena tentar ele reorganiza e fortalece nosso organismo e não tem efeitos colaterais ou que inviabilizem o tratmento halopatico.
    um abraço
    meu nome é Zara,,moro na cidade do Serro Mg; e.mail zarasero@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  39. Marcia , venho de uma família em que o cancêr pedeu o mistério e a capacidade de apavorar pois todos tiveram .Meu pai, mãe e irmão.Não me considero a próxima embora meu irmão me mostre as estatísticas contra mim querendo me preparar.....kkkkkkk, respondo com psicanálise. A genética não é a Cuca e não vai me pegar,nenhum microondas do mundo vai ser mais forte que a minha esperança. Doenças estão aí, e só dão em gente mas pense na saúde bárbara que vc tem e que está brigando para expulsar essa invasora que não te pertence. Acredite Marcia, isso passa.

    ResponderExcluir
  40. Boa tarde Marcinha.
    Estou assistindo o Happy Hour(reprise), fiquei curiosa e entrei aqui para o conhecer o seu Blog. ADOREIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIii
    Você é uma pessoa muito querida e vai superar tudo isso, sempre gostei muito de vc e do seu trabalho, mas a partir de agora te admiro e te respeito muito mais do que antes.
    Um abraço e força sempre.
    Ana Cristina

    ResponderExcluir
  41. Quando penso em ficar depre, decidi que este seu blog é que me coloca pra cima, dou muita risada com as suas colocacoes, a da peruca que parece que tem um urso na sua cabeça foi perfeita. É exatamente isto, nao me acostumo com a minha, preferi os lenços tambem. Fique me paz e vamos em frente né. bjs Lucia Leria

    ResponderExcluir
  42. Adorei seu blog e a estória do fantasminha. Só quem passa por isso sabe o que é ter que repetir e repetir e repetir exames. Também tive um tumor de ovário, operado há 1 ano e classificado como borderline, ou seja, algo que é o limite entre o bem e o mal, sem ser nem uma coisa nem outra. Me livrei da quimio, mas não dos exames periódicos.
    É bom ver que isso é normal!
    Abraços, saúde e paz.

    ResponderExcluir